Full width home advertisement

Dicas de Viagem

América do Sul

Post Page Advertisement [Top]

Ah, Amsterdam… impossível você visitar essa cidade e não se encantar por ela. Que lugar acolhedor e exuberante. E claro, extremamente romântico! Hazel e Gus, casal incrível de A Culpa é das Estrelas, são a prova viva de que eu não estou mentindo. Aliás, se você nunca assistiu esse filme, separa um tempinho do seu dia e assista. Ele é um típico filme clichê que você não pode abrir mão! Mas lembre-se, é fundamental deixar um lencinho perto. rs 

Pois bem, voltando ao que interessa… Amsterdam é a capital da Holanda, país que possui como principal símbolo, os famosos moinhos de vento. Além disso, vale a pena mencionar que, diferente do Brasil, a Holanda possui leis mais liberais quanto ao uso de drogas, especialmente a maconha. Sendo assim, você poderá encontrar, durante os seus passeios, os famosos coffeshops. Não, não são cafeterias, como o nome pode vir a sugerir. São espaços reservados justamente para o consumo de ervas variadas. O lugar mais famoso, inclusive, se chama Green House. Se você quiser buscar, de fato, um cafeteria, para tomar um expresso, capuccino, um brownie ou mesmo um stroopwafle, que é tipo a nossa panqueca, mas suuuuper mais elaborada (e gostosa, diga-se de passagem), você deve ir à uma Koffiehuis. Uma ótima opção é o Koffiehuis De Hoek. Pra você ter ideia, um combo de café da manhã lá, consideravelmente farto, não vai custar mais do que €13.
Viu só? Em apenas um lugar você pode encontrar paisagens românticas e possibilidades de passeios para curtir a dois, e ao mesmo tempo, poder ter acesso a uma cidade moderna e descolada, onde não existe praticamente nenhum tipo de tabu.

Qual a melhor época do ano para viajar a Amsterdam?

Antes de mais nada, você sabia que brasileiros não precisam de visto para poder viajar a Amsterdam? Não é incrível? Mais um incentivo para você considerar, ainda mais, a possibilidade de conhecer a cidade. No entanto, viagens a turismo, sem visto antecipado, são válidas apenas por 90 dias dentros dos países Schengen. Ah, você consegue se virar super bem pela região se comunicando somente em inglês, viu? Menos um sufoco para se preocupar!
Mas, vamos lá! Se você tem vontade de conhecer Amsterdam, saiba que qualquer período do ano é válido. Existem atrações muito bem vindas durante todas as estações. Contudo, é importante destacar que independentemente do período que você vá, sempre haverá probabilidades de chuva. Logo, levar um guarda-chuva na bolsa salvará muito a sua vida! 

Um fato bastante relevante, é que na cidade as estações do ano são bem definidas, então, você pode usar isso como norte para definir qual o melhor momento para realizar a sua viagem. Mas vou logo avisando, o inverno de lá, que correspondem aos meses de dezembro a março, é, realmente, muuuuito frio (eu fui em fevereiro uuii). Os ventos contribuem para que a sensação térmica fique ainda menor e até ocorre a possibilidade dos canais congelarem. E adivinha só, quando isso acontece, a população adora patinar no gelo. Existem até competições. Você arriscaria? 
Já na primavera, que vai de março a junho, a temperatura é super agradável. Um dos grandes passeios turísticos que você não pode abrir mão, definitivamente, é visitar os campos de tulipas de Keukenhof. O ingresso não é tão caro, para adultos custa €19. Aliás, você pode comprar antecipadamente os convites para evitar filas.
Se decidir conhecer Amsterdam na temporada de verão (junho a setembro), uma das principais vantagens é que o seu dia vai render super! Isso porque só começará a escurecer por volta das 22h00. E o verão de lá não é igual ao calor daqui do Brasil. Um dia quente em Amsterdam registra temperaturas que variam de 22º a 25ºC no máximo. Portanto, você terá muita disposição para conhecer, por exemplo, o museu de arte Van Gogh Museum, a Casa da Anne Frank, situada bem no centro de Amsterdam, onde você poderá conhecer a importância de Anne para história. A entrada, para adultos, custa €10,50. Ou seja, é um investimento que vale cada centavo. Visitar a cidade de bicicleta e conhecer as famosas praças Leidsplein e Leidsestraat também é uma excelente pedida. Elas constantemente são bastante movimentadas e oferecem uma grande gama de atividades. 
E por fim, o outono em Amsterdam, que compreende os meses de setembro a dezembro, pode ser a estação do ano mais que propícia para curtir um momento a dois com a pessoa amada, já que com o friozinho batendo às portas e poucos visitantes, será a ocasião perfeita para aproveitar todo o cenário que a cidade oferece. Imagina realizar passeios de barco a noite? E incluir luz de velas, então? Super romântico, né? Você pode ter uma ideia de valores dos tours, clicando aqui

Opções de hospedagem

Existem opções bastante baratas de hospedagem em Amsterdam. Um local badalado, bem próximo de alguns pontos turísticos e com opção de bar, é o Flying Pig Uptown Hostel, onde você pode voluntariar também. Para quem vai ficar menos tempo e prefere pagar, a sua diária gira em torno de €25. Se você gosta de ficar em regiões movimentadas é legal encontrar hostels que ficam localizados nas regiões de Buitenveldert e Jordaan. Caso queira se hospedar mais no coração da cidade o ideal é ficar próximo à praça Dam. Tem a opção do hotel Lloyd Hotel, que, apesar de não se localizar no centro de Amsterdam, disponibiliza quartos dos mais variados preços. 

Rotterdam, outra opção de viagem

Se estiver com tempo, acredito que vale muito a pena conhecer Rotterdam. Ela é a segunda cidade mais importante da Holanda, fica atrás somente de Amsterdam. Essa região é originalmente conhecida pela sua arquitetura moderna e despojada. As Casas Cubo são uma verdadeira atração por lá! E claro, eu não abriria mão de conhecer o Markthal de Rotterdam e a Biblioteca Central. Esses lugares são grandes ícones da cidade. E o melhor de tudo que dá para fazer todas essas visitas em um único dia. 
Tenho certeza que você está pensando aí qual o melhor período para conhecer Amsterdam, acertei? O que acha de aproveitar a quarentena para se programar e organizar tudo com calma? Não se esqueça que o primeiro passo deve partir de você! Eu tô aqui para te dar o maior apoio para ajudar a concretizar a sua vontade de poder viajar. É uma experiência única que você deve sentir na pele como é.
    

No meu curso: Como fazer um mochilão e se tornar um Nômade Digital, eu ensino todos os truques para planejar sua viagem, falo sobre organização financeira, vistos, imigração e muito mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]