Dúvidas mais comuns sobre trabalhar em hostels em troca de hospedagem

Todos os dias respondo várias pessoas nas redes sociais que ainda tem muitas dúvidas sobre como eu viajo tanto, como fazer voluntariado, como usar o Worldpacker, como ganhar dinheiro, etc. Como eu amo inspirar pessoas a viajarem cada vez mais, resolvi fazer esse post com as principais dúvidas que chegam para mim, assim quem sabe te ajudo també! Confira: 
Porque assinar o Worldpackers?
Porque com o app você vai ter segurança e suporte caso não goste do seu anfitrião ou algo não esteja conforme a descrição da vaga. Eles te pagam 3 dias de hospedagem em outro lugar até que você se organize novamente e encontre um novo lugar para fazer seu voluntariado!

Quanto custa?
A assinatura anual custa U$ 49 dólares. Você paga apenas uma vez e pode usar sem gastar nada a mais durante um ano. Com o código #WPNATHALIA você ganha U$ 10 dólares de desconto!

Quando devo assinar?
A assinatura é anual, então recomendo que você assine no momento em que decida começar a viajar, mesmo que seja meses antes da sua primeira viagem, pois assim terá tempo de buscar hostels que precisam de voluntários.
Quando devo começar a aplicar para as vagas dos hostels que quero?
Depende muito do país que você deseja ir. A Europa por exemplo, é muito disputada, recomendo começar a buscar hostels no app pelo menos 3 meses antes da viagem (e só compre sua passagem depois de confirmar com seu anfitrião). Na América do Sul é um pouco mais tranquilo, um mês antes é suficiente para começar a buscar hostlels!

O que está incluso?
Os hostels te oferecem hospedagem e uma refeição em geral. Alguns oferecem quarto privado, descontos em festas, tours grátis e várias outras vantagens. Cada um tem sua descrição na vaga, tanto das tarefas que eles necessitam que você desenvolva, quanto das vantagens que você terá se escolher o hostell
Está incluso a passagem?
Não. No Worldpackers você encontra apenas vagas para hospedagem e café da manhã nos hostels ou em ONGs, fazendas e projetos inscritos. A passagem é por sua conta. Mas com a hospedagem garantida (que geralmente é o gasto mais caro da viagem), comprar a passagem é bem mais fácil.

Como funcionam os vistos?
O trabalho em hostels não tem nada a ver com os vistos que você precisa para determinados países, como EUA por exemplo. Você precisa ter um visto de visitante normal para poder entrar no país. O mesmo ocorre com países da Europa: a confirmação do hostel serve apenas para provar que você vai ter um lugar para ficar, mas não significa que vai ganhar um visto de trabalho ou algo assim.
Os hostels pagam algum salário?
Em geral não. Eles apenas fornecem a hospedagem e alguma refeição, mas pode ser que em algum momento, algum hostel necessite que você faça hora extra e te pague por isso, tudo será conversado e negociado antes e você pode aceitar ou não o trabalho.

É fácil arrumar trabalho quando se viaja por meses?
Dependendo do país, sim. A maioria das capitais da América do Sul tem muitas vagas de empregos que não obrigam registro, como em bares e cafés, por exemplo, mas o salário não é tão alto pois em geral, os salários em nosso continente são bem baixos, principalmente esses que são sem registro. Já na Europa é mais difícil que alguém te contrate sem registro, pois existem leis que dificultam a vida do empregador.

Se você não quer ou não consegue arrumar um trabalho onde está, pode ler esse post com uma lista de coisas que você pode fazer/trabalhar remotamente enquanto viaja!
Quanto devo levar?
Essa pergunta é a que mais me fazem e a mais relativa. Cada um tem um estilo de vida, eu gasto apenas com o básico do básico, quase não como fora (exceto no México que é mais barato comer fora do que cozinhar) e sempre procuro os mercados mais baratos. Porém tem gente que não dispensa uma cerveja no fim de semana, que quer fazer todos os tours disponíveis na cidade, etc. sem contar que cada país tem uma moeda e um nível de renda per capita diferente, então recomendo que você pesquise bastante em blogs de viagem sobre o país específico que você deseja visitar, é mais fácil e mais certo.

Espero ter ajudado com alguma dúvida que você tinha, mas se não, me envia um email para nathaliageneroso@hotmail.com com sua pergunta e vamos conversar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

INSTAGRAM

@nathaliageneroso